top_war

Josef Mengele

Josef Mengele

A incidência altíssima de gêmeos numa pequena cidade do Rio Grande do Sul poderia ser resultado de experiências genéticas feitas por Josef Mengele, o chamado “Anjo da Morte”.

No livro “Mengele: El Ángel de la Muerte en Sudamérica”  – Mengele: o Anjo da Morte na América do Sul – do jornalista argentino Jorge Camarasa, a incidência de gêmeos na população de Cândido Godói, próxima à fronteira com a Argentina, deu início após 1963, época da suposta passagem de Mengele pela região.

Tendo uma população de pouco menos de 7 mil habitantes, Cândido Godói possui mais de 100 pares de gêmeos idênticos. A taxa de natalidade de gêmeos idênticos na cidade é de 1 em cada 5 partos. A média mundial é 1 para cada 85 partos.

O fenômeno vem sendo estudado há vários anos pelos cientistas, mas ainda não se obteve uma tese definitiva que explique a alta proporção de gêmeos na cidade gaúcha colonizada por alemães.

Experimentos genéticos

Mengele, que durante a Segunda Guerra Mundial ficou famoso por seus experimentos genéticos, muitos deles com gêmeos, entre os prisioneiros de Auschwitz, viveu escondido na América do Sul após o término da guerra e morreu afogado em Bertioga,  no litoral de São Paulo em 1979.

Segundo Camarasa, a coincidência entre a passagem de Mengele por Cândido Godói em 1963 e o início do “estouro” de gêmeos na cidade indicaria que o médico alemão continuou suas experiências após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Moradores mais antigos de Cândido Godói relembram a passagem do médico, sob a identidade falsa de Rudolph Weiss, pela cidade.

De acordo com o relato dos moradores a Camarasa, Mengele ganhou a confiança dos moradores ao se apresentar como veterinário e prestar atendimentos aos animais da cooperativa de agricultores da cidade, antes de iniciar o tratamento dos habitantes de Cândido Godói.

O livro do jornalista argentino afirma também que um ex-prefeito e médico da cidade, Anencir Flores da Silva, fez pesquisas e entrevistou centenas de moradores a fim de descobrir a razão da grande taxa de nascimentos de gêmeos.

Flores da Silva recebeu depoimentos de pessoas tratadas por Mengele onde afirmavam que o médico alemão “cuidava de mulheres com varizes e dava a elas uma poção que ele levava numa garrafa, ou pílulas que ele trazia com ele”.

O livro de Camarasa relata a fuga de Mengele para uma colônia nazista na Argentina nos anos 50, suas ligações com o então presidente Juan Perón, assim como, sua posterior fuga ao Paraguai nos anos 60, após a prisão em Buenos Aires de outro criminoso nazista, Adolf Eichman. Conta também a sua passagem pelo Brasil, onde morou em diversas cidades, com a ajuda de um casal alemão, até sua morte em Bertioga.

 

YouTube

By loading the video, you agree to YouTube's privacy policy.
Learn more

Load video

YouTube

By loading the video, you agree to YouTube's privacy policy.
Learn more

Load video

YouTube

By loading the video, you agree to YouTube's privacy policy.
Learn more

Load video

 

Veja também:

Comentários

  1. Это вы любопытную тему подняли =) Покажу друзьям своим

  2. Um outro livro muito interessante que fala sobre Mengele, e suas andanças pelo Brasil é o:
    Renascimento da suástica no Brasil de Erich Erdstein.
    Segundo o livro o proprio Erich teria matado menguele quando o mesmo tentava fugir para o Paraguai…

  3. O judeu Erich Erdstein é um conhecídissimo escroque internacional. Quem leu o livro, favor fazer uma pequena crítica interna. De cara já vai perceber que o tal livro é um amontoado de mentiras sem nexo. Aliás, como todos sabem, o Dr. Mengele morreu no litoral paulista, e não assassinado pelo tal Erdstein, como ele afirma em seu livro.

    1. Acabo de ler o livro, e minha conclusão é a mesma do Adriano. Embora o autor tenha utilizado nomes verdadeiros , as aventuras descritas, bem como, o envolvimento dos citados com um possível renascimento do nazismo no Brasil, não tem crédito algum.
      Ele realmente esteve nas cidades que descreve, mas o resto é pura imaginação.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *