hitlerAdolf Hitler é uma das figuras mais odiadas da história e para muitos até o soar do nome já é motivo de polêmica.  Sua vida seria apenas mais uma dentre milhões que acontecem no mundo sem sair do anonimato, se não fosse o fato dele ter sido líder de uma ideologia política austera e doentia. No entanto, falaremos de uma de suas facetas que podemos citar como nobre: Hitler, o artista!

Quando jovem, Hitler sonhou com a carreira de pintor e tentou  vaga por duas vezes – 1907 e 1908 – na Academia de Artes de Viena, na Áustria. Porém suas tentativas foram frustradas com a rejeição da instituição e o aconselhamento para ir estudar arquitetura.

Sem emprego fixo, recebeu ajuda financeira de sua tia Johanna Pölzl através de uma herança. Não demoraria lhe surgir a ideia de reproduzir pinturas de cartões postais e também pintar paisagens de Viena para vendê-las nas ruas.

Por ser nesse período de trabalho nas ruas de Viena e moradia em albergues que Hitler começou a ter contato com leituras antissemita e encarar as dificuldades de sua vida, é que surgem questionamentos sobre se teria sido diferente seus passos políticos caso tivesse sido aceito na Academia de Artes.  Na hipótese de que aperfeiçoando suas técnicas, seria um artista e viveria de sua arte, evitando assim as dificuldades financeiras e a realidade dura das classes menos favorecidas, o que poderia evitar sua revolta e inclinação antissemita.

Fato que nunca saberemos, porém vale citar que os que apoiaram Hitler em seu inicio político e financiaram sua evolução como líder foram cidadãos que tinham situação financeira estável como o editor de um jornal, Julius Streicher e o general Erich Ludendorff,  insatisfeitos com a política alemã da época.  Assim como qualquer movimento político, o Nazismo não existiu apenas por causa de Adolf Hitler.

Abaixo observamos algumas obras feitas por Adolf Hitler:

Veja também:

Comentários

  1. […] defendiam Danzig. No entanto, um Forster “completamente transformado” saiu do escritório de Hitler, pouco tempo depois. “O Führer salvará Danzig”, discorreu ele, “não há dúvidas quanto a […]

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *