Relato da Segunda Guerra – Dona Maria, a Artilheira – Os Alemães são uns Idiotas

DONA MARIA, A ARTILHEIRA

Durante a passagem dos brasileiros na campanha da Itália, surgiram varias historias interessantes para se ouvir, uma delas é essa que vem a seguir.

Uma historia um pouco engraçada, pois podemos ter uma idéia do sentimento do povo italiano sobre os alemães, esses que talvez por estar já em final de guerra e talvez unidades mistas e pouco inferior das que lutaram na África, Rússia, França e etc… não sabia mais o que estavam fazendo e tentando se defender como podia e onde podia.

Os italianos na sua maioria conhecem bem a topografia local. Manuseiam com facilidade uma carta topográfica e nos davam indicações precisas que muito nos facilitavam a tarefa das turmas de reconhecimento.

Em La Trapola, na estrada para Zoca, encontramos em uma casa semi destruída a única moradora que não fugiu dessa região por ocasião da ocupação alemã. Trata-se da senhora de cerca de 60 anos, Dona Ana Maria, que nos entusiasmou pela maneira sabia pela qual discutia os assuntos militares. Inquirida sobre as possibilidades almas, disse-nos:

– Qual! Os tedescos não estão em condições de suportar mais esta guerra. Acham-se fracos e desorientados. Imaginem que colocaram uma peça de artilharia de grosso calibre naquele ponto (e apontava para a região de Pietra). Não é possível. Naquela baixada, em terreno descoberto, só podia acontecer o que se viu. A aviação bombardeou tudo. Bem feito. Deus queira que escolhessem sempre posições como essa. Seriam exterminados mais rapidamente.

– D. Maria, então a senhora é de opinião que a posição escolhida não satisfaz os requisitos necessários?

– Claro! Colocar um canhão naquele lugar pantanoso, sem uma ao estrada, Só mesmo na cabeça deles. São uns idiotas perfeitos.

A turma de boas gargalhadas e a D. Maria repetia constantemente, fazendo coro com os risos.

– São uns idiotas! Isso é lugar para canhão…

Perguntamos, ainda uma vez.

– Pelas suas palavras estamos em presença de uma perita em artilharia. Não é verdade D. Maria?

– Não sou. Mas se os conhecimentos deles, no assunto, são esses que demonstraram, eu os ensino a escolher local apropriado.

Risos estouraram e a boa senhora continuou com sua critica sobre os germânicos.

– Cada vez me convenço mais que são uns idiotas…


Fonte: 6º R.I. Expedicionário – Pag. 132

Cap. Antorildo Silveira

Veja também:

Comentários

  1. agradeço a este espaço, pois esta sendo de grande ajuda no meu projeto do gibi dos pracinhas podem olharem no youtube as cobras fumantes quadrinhos

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *