Livros da Segunda Guerra – O Porto Distante

Amigos segue uma indicação de mais um livro sobre a Segunda Guerra Mundial, nesse livro o autor Paulo Afonso Paiva descreve em forma romanceada o afundamento do Cruzador Bahia no final do conflito.

É um livro muito interessante, baseado em fatos reais, eu já estou terminando de ler, e posso dizer que faz tempo que um livro não me prendia tanto como esse, vale a pena ler.

Você pode adquirir o livro direto com o autor no e-mail paivap50@gmail.com

Segue abaixo a sinopse e a capa.

(O  PORTO  DISTANTE) 

            Durante a Segunda Guerra, quase toda a Esquadra brasileira – denominada de Força Naval do Nordeste – ficou subordinada à 4ª Frota americana, com sede no Recife. A guerra na Europa acabou em 8 de maio de 1945, embora os japoneses continuassem lutando no Oriente. Aviões e materiais bélicos ianques, que estavam na Europa, eram enviados para os Estados Unidos. No dia 4 de julho daquele ano, oCruzador Bahia, que estava estacionado próximo aos Penedos de São Pedro e São Paulo – servindo de Estação de Comunicações para a Força Aérea americana – explodiu. Em quatro minutos, soçobrou. Dos trezentos e setenta e dois tripulantes, só trinta e seis (menos de dez por cento), sobreviveram. O Inquérito apontou “erro de tripulante, manejando metralhadora antiaérea”.

            Sessenta e oito anos depois, o autor, O Oficial de Marinha (Retirado),  descreve a vida de marinheiros do Brasil na guerra, e de posse de documentos tornados ostensivos pela Marinha Argentina, prova que o Bahia foi torpedeado pelo submarino alemão U-530. O porquê dos americanos encobrirem este crime de guerra – a maior catástrofe sofrida pela Marinha Brasileira em todos os tempos – é aqui revelado.

Veja também:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *