Miracle at St. Anna

EUA – 2008 – Colorido

Duração: 160 min.

Direção: Spike Lee
Elenco: Derek Luke, Michael Ealy, Laz Alonso, Omar Benson Miller, Valentina Cervi, Matteo Sciabordi, John Turturro, Joseph Gordon-Levitt, John Leguizamo, Kerry Washington.

Sinopse: O Milagre de St. Anna é mais um filme sobre Segunda Guerra Mundial que mistura ficção com fatos verídicos. A proposta principal é retratar o drama dos soldados negros que lutaram pelos Estados Unidos contra as forças do Eixo, e para isso membros da 92ª Divisão de Infantaria, a Divisão Buffalo, entra em cena.
A trama inicia-se nos anos atuais, e após um incidente, um senhor negro é preso e então a saga dos “Buffalo Soldiers”, como também eram conhecidos, tem espaço.

Durante a campanha italiana dos Aliados, uma emboscada nazista massacra um agrupamento soldados da 92ª Divisão, restando apenas quatro homens. Os quatro sobreviventes – dois soldados, um cabo e um primeiro-sargento – fogem sem destino, procurando um lugar seguro e após encontrar um garoto perdido, se refugiam numa vila chamada Sant’Anna di Stazzema.

Entre lembranças dos soldados sobreviventes e o estranho comportamento de Ângelo, o garoto perdido, a história vai mostrando sua dimensão.

Apesar de o filme conseguir prender a atenção, o roteiro fica confuso, por unir protesto contra o racismo estadunidense e uma atmosfera religiosa alimentada pelos personagens. Tais elementos são fortemente perceptíveis durante as cenas, mas ambas não se encaixam.

Numa olhada superficial, muitos poderão achar o filme excelente pela sensibilidade espelhada no relacionamento dos personagens e pelo desfecho da história, porém numa visão mais detalhada, o filme nos dá a sensação de que faltou algo mais.

E como as a nossa questão é a Segunda Guerra Mundial, neste aspecto, o filme deixa a desejar, pois de histórico tem pouco ou quase nada. Vale por trazer a tona, ainda que subjetivamente, o massacre ocorrido de 500 civis pelas Waffen SS. Vale também pela história dos “Búffalos Soldiers”, embora ela mereça maior brilhantismo ao ser contada.
Obs. A fotografia do filme é maravilhosa ao que se diz “realismo de época”, ou seja, o ambiente da Segunda Guerra.

Curiosidades:
1. Buffalos Soldiers não é diretamente os mesmos que o cantor Bob Marley homenageia em sua música de mesmo nome. Mas estes Buffalos da Segunda Guerra receberam tais nomes em apologia aos Buffalos Soldiers originais, que era um Regimento de Negros – estes sim, são os homenageados na música – que combatiam no Velho Oeste contra índios apaches e cheienes.

2. Os partigianis eram o equivalente aos Partizans russos, grupos civis de resistência que lutaram contra os nazistas e os facistas.


VEJA IMAGENS DO FILME  MILAGRE DE ST. ANNA

 

YouTube

By loading the video, you agree to YouTube’s privacy policy.
Learn more

Load video

Veja também:

Comentários

  1. Assisti ao filme e adorei,muito bom recomendo !

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *